geral@ecodeal.pt

(+351) 249 749 030

comercial@ecodeal.pt

(+351) 218 942 176

Feedback Feedback

Contacte-nos

Subscreva a nossa newsletter

A ECODEAL encontra-se a finalizar a selagem da célula nº 4 do aterro de resíduos perigosos. Os critérios de conceção e o dimensionamento desta obra bem como outros elementos importantes estão fixados por estudos da especialidade e aprovados pela Licença Ambiental emitida.

Esta selagem conta com as seguintes características:

• Camada de regularização e impermeabilização com material selecionado silto-argiloso oriundo da própria escavação com o fim de impermeabilizar e obter a morfologia final da superfície de selagem do aterro.

• Camada de proteção anti-punção através de um geotêxtil do termoplástico polipropileno não tecido, agulhado, com 500 g/m2, para proteção da neomembrana do plástico PEAD (Polietileno de Alta Densidade).

• Barreira impermeabilizante artificial constituída por neomembrana de PEAD de 2.0 mm de espessura. Esta componente encontra-se texturada em ambas as faces, termossoldada à lâmina já existente de impermeabilização dos taludes, instalada na fase de construção da célula.

• Camada de drenagem de águas pluviais, composta por um geocomposto drenante, formado por uma geomalha central de PEAD e geotêxtil de polipropileno não tecido agulhado.

• Camada de terra adequada para suporte de vida vegetal com 1 metro de espessura enriquecida à superfície nos últimos 15 centímetros com um conteúdo elevado de matéria orgânica para possibilitar os trabalhos de restauro vegetal.

A aplicação dos materiais geossintéticos (geotêxteis de proteção, geomembrana de impermeabilização e geocompósitos de drenagem) esteve a cargo da BBF – Tecnologias do Ambiente, uma empresa com mais de 30 anos de experiência que anteriormente já tinha executado a impermeabilização de fundo das células n.º 2 e n.º 3, bem como a selagem da célula n.º 3. No total, no CIRVER ECODEAL, a BBF já aplicou cerca de 560.000 m2 de materiais geossintéticos destinados à proteção ambiental.

Veja algumas fotos da selagem da célula 4 do aterro de resíduos perigosos da ECODEAL: 

                                     residuos perigosos  residuos perigosos               

                                                       residuos perigosos

Subscreva a nossa newsletter