geral@ecodeal.pt

(+351) 249 749 030

comercial@ecodeal.pt

(+351) 218 942 176

Feedback Feedback

Contacte-nos

Contacte-nos

Subscreva a nossa newsletter

Apesar de todas as medidas preventivas, algo pode ter falhado no passado ou continuar a falhar e aumentar o passivo ambiental da sua empresa.

Podem ser situações inesperadas que vão desde o mau funcionamento de equipamentos, fugas em contentores ou a descoberta de contaminantes nos terrenos da sua indústria.

O passivo ambiental traduz-se numa dívida que contraiu por poluir o ambiente. Representa os custos que terá que despender para compensar os danos provocados ao ambiente.

Este capital deve estar contemplado nos planos financeiros do negócio. Portanto, por razões de competitividade e atração de investimentos, é imperativo resolver o passivo associado ao seu negócio.

 

Como gerir o passivo ambiental do seu negócio em 3 passos?

 

1. Reconheça o problema

Ao identificar o problema, consegue visualizar a origem do passivo ambiental e os caminhos da contaminação.

Em alguns casos a origem da poluição é evidente. Noutros, pode não ser tão clara, como por exemplo, quando pretende comprar um terreno, na aquisição ou fusão de uma empresa.

Desconfia que um local possa estar contaminado?

O processo inicial envolve:

  • Pesquisa do historial do lugar (por exemplo, se foi palco de atividades de extração de minérios, ou agricultura com pesticidas, o se teve atividade industrial no passado…)
  • Inspeção direta e quantificação dos contaminantes presentes.

Com estas informações, está apto para implementar medidas de correção e minimização dos impactos negativos, tais como:

  • Aquisição de equipamentos menos poluentes;
  • Adoção de processos de produção mais verdes;
  • Remediação e/ou descontaminação de solos poluídos (recentemente ou há vários anos).

O resultado de uma auditoria pode revelar-se mais penoso e dispendioso do que investir em equipamentos de qualidade e em processos que anuam o passivo existente.

 

2. Conheça a legislação e os resíduos que tem em mãos

Parece evidente que lançar produtos químicos para cursos de água ou diretamente nos solos, emitir gases poluentes ou descartar lixos perigosos (e mesmo não perigosos), constituem crimes ambientais.

Para evitar dúvidas semelhantes e estar a par das regulamentações, pondere estruturar uma equipa interna que seja responsável pela política ambiental corporativa.

Como resultado:

  • Terá uma ajuda valiosa no cumprimento da lei;
  • Melhora a informação partilhada com os empregados sobre a sua função e as suas responsabilidades em matéria de ambiente;
  • Otimiza a monitorização dos impactos ambientais da atividade produtiva.

Se precisar, peça ajuda a parceiros externos, conhecedores da legislação e das boas práticas.

 

3. Invista no tratamento adequado e valorização dos resíduos

Ao valorizar os resíduos dá-lhes uma nova vida.

Ao eliminar os materiais nocivos, os solos descontaminados - podem ser reaproveitados ou vendidos a terceiros.

A grande vantagem é que, com a valorização dos resíduos, não gera passivo ambiental. Trata-se de um tipo de economia em que nada é desperdiçado (economia circular).

O upcycling é um conceito derivado que consiste em devolver à natureza o solo descontaminado

 

upcycling 3 formas de lidar com o Passivo Ambiental da sua empresa

 

Por exemplo, na unidade de tratamento físico-químico da ECODEAL, o tratamento de diversos efluentes industriais gera um efluente que pode ser posteriormente reutilizado.

 

Adote estas medidas e reduza o Passivo Ambiental

O passivo é como uma nuvem cinzenta que paira. Tem a capacidade de retrair o crescimento dos negócios, afastar investidores e fechar as portas a outro tipo de capitais.

A boa notícia é que pode ser resolver o passivo atual e evitar contaminações futuras.

Na prática, é mais uma ferramenta que dispõe para ganhar vantagem competitiva porque as políticas ambientais tendem a favorecer as empresas verdes.

Peça ajuda a um operador especializado que seja confiável e conheça a indústria. Cuja própria atividade não represente um perigo para o ambiente.

Se está a ler este artigo, é porque procura formas de resolver o passivo ambiental. Se tiver dúvidas, fale connosco, os nossos profissionais vão conseguir ajudar.

Subscreva a nossa newsletter